Minha mensagem para este Natal






O Menino e o Bom Velhinho
                                                                                                         

Mamãe e papai faziam as últimas compras no shopping. Léo e Nina preferiram esperá-los na linda praça ornamentada para o Natal. E então aconteceu aquela conversa na frente dos dois – era como se fosse um sonho.
O primeiro a falar foi o velhinho.
- Você fica aí todo tempo deitado nesta caminha dura, sem um colchãozinho decente, não lhe doem as costas, Menino?
- Não. Estou acostumado. Você, sim, tão velhinho, aí sentado o dia inteiro, sempre posando pra fotos. Não queria estar no seu lugar.
- Não queria mesmo? Duvido! Você está é com ciúme.
- Não é bem ciúme. Me deitaram aqui no mesmo dia em que armaram esta sua cadeira enorme. Eu fiquei imaginando que só poderia ser para alguém importante – um trono. Só não sabia que era uma celebridade. As crianças só querem saber de você. Eu fico muito triste com esta indiferença.
- Pois deve ser triste mesmo. É que eu fico aqui só para agradar as crianças. E pra elas encomendarem os presentes.
- Mas elas não têm culpa. Aposto que nem meu nome elas sabem.
- Será? Mas você sabe quem sou eu.
- Claro que sei. Há meses que só se fala em você. Você está na TV, no jornal, nas lojas, em toda parte.
- Lá isto é verdade. E você aí vai ficar esperando que o povo se dê conta que é seu aniversário que está pra chegar? Mexa-se. Ponha a boca no trombone, chame os seus amigos anjinhos, eles sabem tocar aquelas trombetas com perfeição, podem convocar um pessoal pra sua festa onde você é que será o homenageado.
- Disso eu ia gostar. De verdade.

- Opa, opa! Vamos ter que encerrar nosso assunto, Amiguinho. Vem vindo um bando de crianças com celulares; está na hora das fotos. Até mais tarde.
- Antes, posso lhe pedir um favor, unzinho só?
- Você manda, meu Menino.
- Eu queria que você levantasse do seu trono e passasse aqui pro meu lado e pedisse que o fotógrafo do shopping batesse uma foto sua e das crianças, comigo junto. Depois você imprime e  me mostra. Combinado?
- Combinado.
- Ah, você é mesmo o bom velhinho, Papai Noel. Vai ser meu presente de Natal. Obrigado!

Léo e Nina se olharam muito envergonhados. Eles haviam parado em cada ponto da praça para tirar foto com Papai Noel, apreciar os brinquedos, a árvore enfeitada e os muitos bichinhos espalhados. E que atenção haviam dado ao Menino Jesus em seu berço? Só uma olhadinha. E de longe.
Mas a Festa de Natal com a família, este ano, seria diferente.
Na Noite de Natal, papai, mamãe, os avós, e até o cãozinho Bombom posaram junto ao lindo presépio montado ao lado da árvore.
 Léo e Nina, toda vez que batiam uma foto, retribuíam o sorriso que o aniversariante, feliz, enviava do berço.
E Papai Noel, apoiado na parede, aprovava tudo com uma piscadela de olho.


                                                                                                                      Jacira Fagundes



Série Poesia Visual


Apresento minha Poesia Visual " Corte o cigarro" , da série de poesias visuais que venho criando desde 2008.
Em tempo seguirão outras.
Na data de 09/11 vou estar dando uma oficina sobre poesia visual a confrades da Confraria de Arte Postal SELUS - confrariadeartepostalselus.blogspot.com, blog que administro.
Fica o convite para visitar em breve o blog e ver os trabalhos de confrades resultantes da oficina.





             Poesia Visual que consta da Publicação "Cadernos de apoio e aprendizagem  - Língua Portuguesa -Programas ler e escrever/ Orientações curriculares - São Paulo: Fundação Padre Anchieta, 2010 -
Unidade 4 : Poemas para ver e ouvir
Doação de Jacira Fagundes à Fundação Padre Anchieta - escritora e artista visual

Ilustrações do livro "O Legado - as fantásticas histórias de J. Corellon




                                                                         Capa





                                               Do conto "O dia em que o bruxo rompeu o pacto"



                                                 
                                                    Do conto Homo Homini Lupus

Crianças com visão aprovam os livros acessíveis

                                         
                                                 Anna Júlia aprova A Escolha de Camila



                                              Bibiana lê A Escolha  de Camila


A Escolha de Camila




                                                        O Mundo do Bebê

Série Livros Acessíveis


Em 2016 fiz um Curso de Extensão na UFRGS sobre Acessibilidade, onde a proposta era a criação de livros infantis para crianças deficientes visuais ou de baixa visão.
Exponho aqui as capas de 2 livros que criei de acordo com a proposta: livros para serem lidos por qualquer criança, inclusive pela criança cega ou de baixa visão, com recursos visando o reconhecimento da imagem através de  sons,  toques e  cheiros.
Os textos, e apenas estes, estão em Braille.








Os elementos utilizados na confecção das ilustrações foram: feltro, lã, tecidos,costuras e colagens






Para o reconhecimento de sons foram utilizados guizos e objetos que se movem, e para o despertar do olfato saquinhos de chá e tecidos impregnados de essências perfumadas.

Minioficina de Introdução à Narrativa Longa


Estão abertas, no Espaço Metamorfose, as inscrições para a Minioficina de Introdução à Narrativa Longa, que estarei ministrando às quintas-feiras, pela manhã, de 10 a 31 de agosto. 
Confira a programação no link abaixo:



ACESSEM O VÍDEO


https://www.youtube.com/watch?v=bCYqor42aBA

Acessem o link,  curtam e recomendem o vídeo de meu segundo livro no gênero Terror!!!!!

Gostaram?  Bateu curiosidade? Deu vontade de ler?

Deixem comentários!

Entrem  em contato para adquirir o livro, isento de custo de correio: jamafag@terra.com.br

Confesso que não li todos os clássicos

Minha coluna com o título acima vocês encontram no Portal
http://www.artistasgauchos.com.br.
Acessem ! Comentários serão bem-vindos!

Grupo de Leitura e Criação Literária /2017


Estão abertas as inscrições para o Grupo de Leitura e Criação Literária que oriento no Espaço Metamorfose.
O curso aconteceu em primeira fase  em 2016, de março a dezembro, e revelou um grupo interessado que desenvolveu a programação proposta com o máximo de excelência no desempenho das tarefas de leitura e escrita. Este ano, com uma proposta mais abrangente, a proposta é de trabalhar  a palavra  e o texto literário com maior rigor, garantindo uma produtividade constante e singular.
Assim, o desejo é de que antigos alunos retornem e  novos integrantes com alguma experiência se inscrevam, formando um leque de interesses e experiências a serem vivenciadas dentro do grupo.
Constatem os objetivos e conteúdos que serão abordados no link abaixo:





Vem aí " A Cadeira Contadeira"

Alguns anos atrás, minha amiga Lúcia Türnes me convidou para participar de uma exposição que ela estava programando na sua cidade de orig...