Autonomia e complementaridade do texto e da ilustração na obra infantil e juvenil

                                           
                                       AGENDEM-SE


   Vem aí a Semana do Livro, promovida pela CRL, de 18 a 24 de abril
   A AEILIJ - Regional RS vai apresentar um Painel para o pessoal que curte  e que faz literatura infantil e juvenil
   
   Agendem-se e compareçam! Queremos contar com um grande público.


      

PAINEL AEILIJ - Regional/RS na Semana do Livro


"Autonomia e complementaridade do texto e da ilustração na obra infantil e juvenil"


Data: 18 de abril de 2012
Horário: das 18h30 às 20h30
Local: Casa de Cultura Mario Quintana – Biblioteca Lucília Minssen – Sala “Lili inventa o mundo”


Painelistas:

         Ana Mello – escritora


         Monika Papescu – ilustradora


         Anelore Schumann – psicanalista e artista plástica


Mediadora:

         Jacira Fagundes – escritora e coordenadora da AEILIJ-Regional/RS



Público: Escritores, ilustradores, professores e interessados em geral


Haverá espaço para exposição de obras (infantil e juvenil) de autoria de escritores e ilustradores associados.











De "O quadro na parede"

  Minha amiga poeta Zaira Cantarelli me enviou uma pérola em forma de poema, que publico aqui.


                            
VELHO DO SACO

Os olhos vermelhos
regavam o chão

os pés cansados
lambiam a culpa

assim seguiu

espreguiçando os dias
des(a)pontando a vida. 
                                                                     

         * zaira cantarelli*




 Alice, minha personagem da recente história de terror, deixa mais um trechinho de sua história arrepiante, em homenagem a Zaira.



Um personagem que metia medo era “o velho do saco”. Quem era este homem? Como eu poderia reconhecê-lo? Poderia se esconder no saco de lixo, dentro da lixeira? Ou na sacola grande do supermercado? Ou poderia ser um velho assim como seu Jorge, só que bem malvado, a perambular pelas praças carregando uma sacola imensa e fedorenta cheia de crianças mortas?  

Alice F. - protagonista de "O quadro na parede"



Como no poema da Zaira, ela - Alice - também morria de medo do Velho do Saco. 



FEIRA DO LIVRO DE ARTISTA NO ATELIER LIVRE

No dia 13, nesta terça-feira, a partir das 15 horas, a primeira Feira do Livro de Artista vai acontecer no Atelier Livre da Prefeitura Municipal.

Muitos livros estarão expostos e poderão ser adquiridos.

Nosso livro infantil digital  O REI QUE COMIA LETRAS E OUTRAS HISTÓRIAS também vai estar lá abrilhantando a feira.

Contamos com uma presença de respeito.

Compareçam!

ESTAMOS DE VOLTA

                      Foram-se as férias. 

              “O QUADRO NA PAREDE”

- o infantojuvenil anunciado aos leitores, chega a seu final.



Nova fase (meio complicada) - o caminho da publicação e a busca de uma editora.


Mas tenho fé, o escritor sempre tem fé. Alice, a protagonista, também.


Para dar “água na boca” aos que aguardam o livro, vai aí um trechinho.


"Mas não dormi logo. Fiquei quietinha olhando o escuro e de repente, me vi sentada numa cadeira de braços ao lado de mamãe, numa sala muito estranha. Era uma sala pequena e escura, tinha uma única janela que se encontrava fechada; eram bem poucos os móveis e um monte de imagens de santos de diversos tamanhos estavam voltados para nós numa espécie de oratório. Também havia imagens de pássaros, pombas especialmente, e até uma coruja enorme de madeira entalhada. A peça cheirava a vela e incenso. Na ponta da mesa, uma mulher baixinha de turbante azul e roxo nos aguardava enrolada num xale dourado que ia até os pés. Mamãe me falou que era a sacerdotisa."













Série Poesia Visual